RECOMENDAMOS

RECOMENDAMOS
Encontro de Casais

QUEM SOMOS

Semear é um projeto abençoado que através da palavra de Deus busca transformar vidas, restaurar casamentos e salvar famílias.
Tecnologia do Blogger.
Ocorreu um erro neste gadget

Caixa de Recados

PARA MEDITAR

“A mulher sábia edifica a sua casa, mas a insensata, com as próprias mãos, a derriba.” (Provérbios 14.1).

VIDEOTECA SEMEAR

Prova de Fogo
A Virada
A filha do Pastor

Visite-nos no ORKUT

liuanjos@hotmail.com
sexta-feira, 20 de julho de 2012
Para começarmos vamos definir segundo o dicionário Priberam, o que significa incompatibilidade. Encontramos várias acepções quanto ao vocábulo, mas o essencial são duas: “diferença essencial que faz com que duas coisas não possam estar juntas e impossibilidade legal de exercer conjuntamente certas funções”.

Pelo olhar científico poderíamos perdoar as separações no meio cristão por conta da incompatibilidade. Contudo, sabemos que a história da psicologia divina é trabalhada de maneira e lógica diferentes. Na visão divina pode dar certo aquilo que para o homem é impossível ser.

O Evangelho ultrapassa a ciência, pois é a sabedoria divina contraposta aos dilemas e teorias seculares, e quando colocado em prática é poderoso para fazer infinitamente mais pelo homem do que qualquer diploma renomado.

Pode-se apresentar as facetas da incompatibilidade em várias situações cotidianas. Segundo o que vimos acima do dicionário poderíamos dizer que : a essência da primeira opção é que a incompatibilidade impede das pessoas estarem juntas, e a segunda diz que em já estando juntas elas não conseguem realizar atividades conjuntamente. Mas a incompatibilidade para Deus só existe quando se percebe as diferenças antes do relacionamento, porém, depois de assumido, o evangelho pode tomar conta do que está desarmonioso. Se o casal percebe as diferenças que poderiam em potencial causar divisão e ainda assim entram no relacionamento, deixam claro a sua capacidade de manterem-se apesar das diferenças.
Deus não permite que usemos como desculpa a tal da incompatibilidade porque não estamos dispostos a admitir nossos erros, a pedir desculpas, a dar perdão e a ceder quando necessário.

Conclui-se, portanto, que a incompatibilidade tira a legalidade do relacionamento como fato constatado pela ciência, permitindo aos indivíduos envolvidos reclamarem sua individualidade e razão em face da falta de capacidade ou disposição de continuar a aliança firmada.

A palavra de Deus é direção para todos os caminhos, inclusive para problemas de ordem pessoal e emocional. Se todos se lembrassem disso teriam menos tristezas nos relacionamentos e consequentemente menos separações.

Pensando nessa direção divina, apontamos alguns caminhos que irão desvanecer o monstro da “incompatibilidade” para aqueles que não aceitam a sugestão secular de fim da linha e que desejam salvar –se da crise existente ou um desajuste futuro.

Eis os princípios básicos de relacionamento dados por Deus para nossa felicidade:

Amar incondicionalmente o outro.
Um ponto forte do evangelho é o amor ao próximo. Amor não se pede, se dá. Somos falhos, pois somos humanos ,mas quem consegue amar o outro independente de seus erros e contrariedades, constrói um império, paulatinamente. Ainda que não seja fácil, é recompensador , pois isso cria laços fortes e desenvolve virtudes que solificarão o futuro."Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.” Romanos 12:10 .

Não seja egoísta.
O egoísmo é um amigo do solteiro e inimigo dos relacionamentos. A vontade de satisfação própria e o medo de perder algo faz com que uma pessoa busque seus interesses em detrimento do interesse dos outros. O antônimo do amor não é o ódio como se ouve por aí, e sim o egoísmo.
Esse princípio divino de relacionamento começou no céu. Jesus se privou das mordomias de ser Deus e veio aqui passar privações por nossa causa, para que hoje nos relacionássemos com Ele. Se Jesus tivesse sido egoísta não haveria nenhum relacionamento e nem salvação. Grande exemplo que precisamos aprender e crescer. Repartir o que você é e o que tem te une mais a quem você ama.
Também se interesse pela pessoa amada, olhe para ela e se esqueça de você por um tempo."Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros.” Filipenses 2:4

Seja humilde.
Deixar o orgulho de lado alimenta a longevidade do casamento. A humildade abre o coração do outro para a atenção, o cuidado e o amor . Você não vai perder nada sendo humilde, porém deposita créditos para a felicidade conjunta.
“Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo.” Filipenses 2:3


Perdoem-se
Perdão é uma palavra que contém muita emoção e mágoa. Ela existe para encurtar a distância sentimental das pessoas, construir pontes onde há abismos. Se você acreditar nele vai se sentir melhor e vai fazer a outra pessoa se sentir feliz, pois quem é perdoado aprende a amar, e quem perdoa já ama. Assim você não perde a pessoa que ama e não se perde na mágoa. Não hesite em viver essa ação, você verá muita coisa mudar, pois o mundo só muda quando seu coração ama.
“Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete? Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete. “Mateus 18:21-22
“Por isso te digo que os seus muitos pecados lhe são perdoados, porque muito amou; mas aquele a quem pouco é perdoado pouco ama.” Lucas 7:47

Cris Viana

0 comentários:

Postar um comentário