RECOMENDAMOS

RECOMENDAMOS
Encontro de Casais

QUEM SOMOS

Semear é um projeto abençoado que através da palavra de Deus busca transformar vidas, restaurar casamentos e salvar famílias.
Tecnologia do Blogger.
Ocorreu um erro neste gadget

Caixa de Recados

PARA MEDITAR

“A mulher sábia edifica a sua casa, mas a insensata, com as próprias mãos, a derriba.” (Provérbios 14.1).

VIDEOTECA SEMEAR

Prova de Fogo
A Virada
A filha do Pastor

Visite-nos no ORKUT

liuanjos@hotmail.com
terça-feira, 17 de julho de 2012
O que acontece quando o homem não exerce seu papel na educação dos filhos

A família é um projeto de Deus. É nela que crescemos como seres humanos, formamos conceitos e influenciamos à sociedade. Daí a sua importância. Mas num mundo moderno em que as mulheres estão exercendo o papel de “mulher maravilha”, o homem vai se distanciando dos padrões iniciais da família e perde a autoridade do seu lar.

O Instituto de Pesquisa Datafolha mostra que o pai perdeu o status de único provedor da casa e, em comparação com a mãe é considerado menos importante e menos companheiro dos filhos. A necessidade da presença do pai na educação dos filhos é indiscutível. Ele exerce papel critico como mestre de seus filhos. É também fundamental na construção da auto-estima das crianças, além de desenvolver nelas limites internos e controle. Sendo assim, por que os pais estão tão omissos? E o que fazer para que o homem resgata seu papel na sociedade?

O primeiro ponto que devemos ressaltar é a mudança que houve na sociedade. A mulher conquistou seu espaço e por conta disso o estilo educacional passou por transformações. Há 40 anos ainda vigorava o modelo hierárquico da autoridade dos pais. Havia muito autoritarismo, mas do que autoridade. Eram ditas frases como “criança não dá opinião. Elas não tinham vez nem voz. E isso foi mudando. Em reação a esse “proibir”, se passou para o extremo oposto: a Era “infantocracia”. A criança passou da condição da sem vez para o lugar central. Os adultos giram em torno dela. Para a psicóloga Elizabeth Bifano, especialista em família, isso acontece pela culpa que os pais sentem de ficarem ausentes o dia todo. Com medo de serem autoritários, abdicaram da autoridade. Os pais falam demais e agem de menos. Em conseqüência disso, os filhos percebem que eles não têm autoridade.

Na opinião da psicóloga, o homem está omisso por trabalhar muito, põe o trabalho em primeiro lugar, e acaba não sobrando tempo para os filhos. “O pouco tempo que tem quer descansar ou fazer algo de que gosta. Por outro lado, a mulher acaba assumindo para ela todas as responsabilidades e, sem perceber, enfraquece o papel do homem. Com isso, além do cansaço permanente das mães, quem mais perde nessa relação exclusiva são as próprias crianças, que ficam sem outra referência forte em sua vida.

Estudos comprovam a necessidade da figura paterna: o pai tende a ser mais efetivo na disciplina. Tanto nas famílias intactas quanto nas divorciadas, por exemplo, as crianças estão mais propensas a obedecer ao pai do que a mãe. Enquanto as mães são mais ativas que os pais em ajudar jovens com problemas pessoais, no que diz respeito ao uso de drogas por adolescentes, o envolvimento do pai é mais importante.

O grande problema da questão é que falta de referência paterna gera conseqüências psicológicas desastrosas na criança, diz a Elizabeth. “Uma menina criada com pai omisso ou ausente fica com carências. E na adolescência, começa a namorar mais cedo, além de buscar em outros homens o suprimento dessa carência. Já no menino, como não existe a figura forte do pai, a mãe passa a ser o seu referencial. Falta a presença do papel masculino, que irá influenciar mais tarde na opção pelo homossexualismo.

A família precisa rever seus papéis, afirma a psicóloga. Os pais, tanto a mãe como o pai, precisam gerenciar melhor suas vidas; ter mais tempo para cuidar dos filhos e perceber qual é o papel de cada um. Mãe é mãe, é só tem uma. E pai também!

E nesse cenário a igreja tem um papel fundamental. “cabe a ela a função pedagógica de mudar tal situação pela atuação do Santo Espírito de Deus, comunicando aos fiéis e a quem mais interessar, as verdades reveladas da Palavra do Senhor, que foram, são e serão, boa e saudável.

Eliane Ferreira
fonte: elnet.com.br

0 comentários:

Postar um comentário